• Luiz Gustavo

Prefeita de Ilhabela denuncia ofensas racistas em rede social


A Prefeita de Ilhabela, denunciou à polícia ter sido vítima de injúria racial pelas redes sociais. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que irá intimar para prestar depoimento as duas pessoas apontadas como responsáveis pelos ataques à chefe do executivo.

A prefeita procurou a Polícia no fim de dezembro para denunciar as ofensas e um inquérito foi aberto para apurar o caso. Apresentou à polícia comentários feitos nas redes sociais.



Os comentários foram feitos por um tenente coronel aposentado da Polícia Militar e uma servidora aposentada do Tribunal de Justiça em posts com críticas políticas sobre a gestão na Prefeitura de Ilhabela.

Segundo a Polícia Civil, os dois investigados podem responder por injúria racial. A pena pode chegar a três anos de prisão. Os dois devem ser ouvidos até a próxima semana.

O tenente coronel aposentado da Polícia Militar negou que tenha cometido crime de injúria racial e disse que é perseguido pela prefeita por denunciar esquemas de corrupção na prefeitura.

A servidora aposentada do Tribunal de Justiça, também negou que tenha sido racista contra Gracinha. "Tomo cuidado com as coisas que eu falo e com as palavras que eu uso. Não vejo isso como racista [sobre se referir à prefeita como Mula do Morro]", disse.

5 visualizações0 comentário