top of page
  • Foto do escritorLuiz Gustavo

Lei de Proteção de Dados: Saiba como manter os dados pessoais das crianças seguros

É comum acontecer de um aplicativo infantil pedir acesso às fotos das crianças no celular. Ou, então, antes de uma consulta no pediatra, você ter de preencher uma ficha cheia de dados pessoais. Apesar de serem situações corriqueiras, é necessário estar atento. Em alguns casos, são exigidas informações demais. A boa notícia é que, agora, todas as empresas precisam deixar bem claro o motivo de precisarem de certos dados e o que vão fazer com eles.

Desde o dia 18 de setembro, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) garante uma coleta de dados pessoais mais transparente. Segundo a nova regra, os pais ou os responsáveis legais devem autorizar que o material dos filhos seja cedido. E isso vale não só para o meio digital, mas também para formulários de escolas, hospitais.


Proteção em 4 passos

A especialista Alessandra Borelli dá dicas de como você pode manter as informações pessoais da sua família ainda mais seguras no meio digital


1. Controle os acessos Fique de olho nos termos de privacidade dos apps usados pelas crianças. Podem ser úteis ferramentas que avisam quando o filho está baixando um novo programa. Assim, você pode checar as configurações de segurança antes.


2. Atualize o sistema operacional Sabe aquela atualização no celular e no computador que você sempre adia? Ela ajuda a corrigir bugs e manter seus dados mais seguros. Também é importante trocar com frequência as senhas do wi-fi e dos apps de controle parental.


3. Cuidado com consertos e doações Antes de doar ou vender um equipamento eletrônico, resete o aparelho e apague todos os seus dados. Se precisar mandar o celular, o tablet ou o computador para o conserto, prefira as empresas autorizadas pelos fabricantes.


4. Notifique abusos Percebeu que uma empresa coleta dados em excesso, sem explicar o porquê? Você pode denunciar a situação. Basta notificar a Autoridade Nacional de Proteção de Dados. Quem violar as regras pode receber advertências e até multa.


Fonte: Revista Crescer

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page