• Luiz Gustavo

Investigação norte-americana busca saber os efeitos do Tik Tok e Instagram nos jovens.

Um grupo de oito estados norte-americanos se juntou para realizar uma investigação sob os possíveis efeitos negativos da rede social TikTok no público jovem.


A união de advogados pretende avaliar se o uso intenso da plataforma causa danos físicos e de saúde mental, em especial graças a estratégias do próprio TikTok para manter usuários engajados ou passando cada vez mais tempo com o aplicativo aberto.

Os estados envolvidos são Califórnia, Flórida, Kentucky, Massachusetts, Nebraska, Nova Jersey, Tennessee e Vermont. O mesmo grupo também iniciou uma investigação contra o Instagram, buscando potenciais impactos do serviço contra jovens.


No comunicado que anuncia a abertura do inquérito, a procuradora-geral Maura Healey, de Massachusetts, diz que crianças e adolescentes "já precisam lidar com problemas de ansiedade, pressão social e depressão" — e que "não devemos permitir que redes sociais prejudiquem o bem-estar mental e a saúde física" desses jovens. Segundo um porta-voz do TikTok, a rede social disse "se preocupa profundamente em construir uma experiência que ajude a proteger e apoiar o bem-estar da comunidade" e "aprecia que os procuradores estaduais estejam focando na segurança de jovens usuários".


A plataforma garantiu que vai colaborar e fornecer informações sobre as políticas de privacidade e segurança às autoridades.


Fonte:Tecmundo/ Solen Feyissa, Flickr

1 visualização0 comentário