• Luiz Gustavo

Estudante de medicina é condenado por estupro virtual contra criança de 10 anos

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul manteve a condenação de um estudante de medicina pelo crime de estupro virtual, cometido contra uma criança de 10 anos. Esse caso é considerado inédito no país, por se tratar de um crime cometido pela internet. A decisão foi publicada no dia 29 de janeiro.

A promotora relata que casos de assédio contra crianças e adolescentes acontecem com frequência.

A investigação começou em abril de 2017, em São Paulo, quando o pai do menino de 10 anos percebeu que o filho trocava mensagens de conteúdo sexual com o suspeito. Ele levou o caso à Polícia Civil, que rastreou os diálogos e chegou a Porto Alegre, descobrindo que mensagens eram enviadas de computadores da faculdade onde o estudante era aluno. O universitário foi preso em 19 de setembro do mesmo ano durante um plantão em um hospital da Capital. No apartamento do suspeito, no bairro Bom Fim, foi encontrado um computador contendo mais de 12 mil fotografias de crianças e adolescentes em situação de pornografia.

11 visualizações0 comentário